Nem em Sucupira….

A nota está no portal Nominuto.com.

Leiam só que notícia inusitada.

Os presos de Alcaçuz presenciaram um fato se não inédito, pelo menos inusitado, na tarde deste domingo (28). O corpo da mãe de um preso foi levado até a Unidade para que ele prestasse as últimas homenagens a sua genitora, antes do sepultamento.

Horas antes, a juíza de Goianinha,Flávia Sousa Dantas, acatou o pedido dos advogados do preso para que ele fosse escoltado até onde o velório ocorreria, mas por dificuldades de logística a direção da Unidade optou por permitir a entrada do caixão na penitenciária.

Por 30 minutos, Severino Ramos permaneceu sozinho ao lado do corpo da mãe, e depois de se “despedir” foi levado de volta para a cela.

Para os advogados Milena Gama, Risomar Lima e Tito Canto, a inusitada decisão da juíza de Goianinha é motivo de jubilo, pois deu vida a Lei de Execuções Penais.

Compartilhe