Decisão do desembargador voltada para coletividade

Decisão do desembargador Glauber Rego sobre o pedido de reformulação da decisão judicial de desocupação do prédio da Prefeitura demonstra preocupação com a coletividade.
– “Não pode o interesse de uma determinada classe se sobrepor ao de toda uma comunidade, inclusive comprometendo o normal funcionamento de suas atividades, sob pena de sacrificarmos o coletivo maior, toda uma cidade, para satisfazer um anseio de um pequeno grupo. O interesse público prevalecerá com a desocupação do imóvel”.

Compartilhe