Promessa de campanha do presidente da Câmara Federal dos Deputados indigna servidores e o Sindicato

Utilizando o argumento de que a programação da TV Câmara deve priorizar as atividades dos deputados, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, informou que nomeará um parlamentar para chefiar a comunicação da Casa (TV Câmara, Rádio Câmara, Jornal da Câmara, site da Câmara e estrutura de relações públicas) hotkeyz 다운로드. O presidente do Sindilegis, Nilton Paixão, afirmou sua oposição ao ato de Cunha. “Esses órgãos de comunicação estão sob a responsabilidade de servidores capacitados e preparados Download the recoil. É muito preocupante nomear um deputado para sua chefia. Iremos atuar fortemente contra essa medida”, disse. Servidores alegam que nenhum outro presidente da Câmara dos Deputados colocou o sistema de comunicação da Casa sob o comando de uma corrente político-ideológica nem contratou profissionais de emissoras comerciais para supervisionar a programação da TV Câmara, que sempre se definiu pela diversidade, pluralidade, laicidade e independência, justamente para que todas orientações políticas e partidos representados na Casa fossem contempladas 슈퍼 마리오 3.

Atualmente, o sistema de comunicação é composto pela agência de notícias, jornal, rádio e TV, todos chefiados por servidores de carreira concursados Download java virtual machine. Ainda de acordo com Eduardo Cunha, em entrevista ao jornal O Globo, essa foi uma promessa que fez em sua campanha.

Sem categoria