Notícia

Arquidiocese de Natal vai discutir políticas para a região Nordeste

nordeste

A Arquidiocese de Natal vai reunir bispos da região Nordeste, governadores, prefeitos, três ministros de estado, técnicos de instituições nacionais e internacionais além de representantes de movimentos sociais, durante o Seminário Regional “ Nordeste 60 anos depois- Mudanças e Permanências”, que acontecerá em Natal de 27 a 29 de maio, na sede da Escola de Governo. O evento é uma reedição do primeiro encontro do Episcopado Nordestino, que aconteceu em 1956, em Campina Grande/PB. Na época, o encontro foi articulado e organizado pelo então Arcebispo Auxiliar do Rio de Janeiro, D. Helder Câmara, secretário geral da recém-criada CNBB, o qual contou com a presença do presidente da República Juscelino Kubitscheck.

O encontro revelou-se uma importante e decisiva iniciativa do episcopado nordestino mobilizando o poder público e a sociedade civil da época, chamando atenção da Nação para a grave situação do nordeste, em vista de ações concretas para a superação da pobreza extrema e das profundas desigualdades regionais.

Em 2015, o Seminário Regional “O Nordeste, 60 anos depois – Mudanças e Permanências” terá como foco os desafios e as perspectivas de construir uma agenda de trabalho para 2016. Confirmaram presença os ministros Miguel Rossetto, da Secretaria Geral da Presidência da República, Tereza Campelo, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e o ministro Mangabeira Unger, da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

Também estarão no evento reitores de várias universidades da Região Nordeste, além presidentes de instituições nacionais e internacionais, como a FAO, Instituto Nacional de Meteorologia Mundial, Correspondente Cientifico do Brasil na Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação, além de representantes de vários ministérios ligados ao tema.

Juntos, eles irão preparar um conjunto de atividades envolvendo diversos e diferentes segmentos da sociedade nordestina para analisar com profundidade as transformações no Nordeste, levando em consideração as dimensões político-institucional, social, econômica, ambiental e cultural do desenvolvimento. O avanço deste debate se torna complexo em função da concertação social que envolve os diferentes atores e seus níveis de organização. A ideia é provocar o debate do desenvolvimento do Nordeste a partir de seus contextos específicos que se diferenciam a partir da participação, gestão social, e implementação de políticas públicas.

A programação completa do evento está no site da Arquidiocese de Natal.

http://arquidiocesedenatal.org.br/seminario-regional

 

Compartilhe

Jornalista