Decisão sobre implantação do estacionamento rotativo é adiada

cdl (2)

O prefeito Carlos Eduardo adiou a decisão da implantação do sistema rotativo de estacionamento nas áreas comerciais da cidade.
Para o prefeito, o encontro promovido pela CDL,  foi de extrema importância para que o projeto possa começar a tomar forma, mas sem prejudicar a população que frequenta os grandes centros comerciais como o Alecrim. “Acho a ideia da implantação do estacionamento rotativo em alguns locais da cidade bastante interessante, pois muitos comerciantes reclamam da falta de rotatividade nas poucas vagas disponíveis a seus clientes. Agora, antes de tomarmos alguma medida temos que estudar a melhor forma de implantação para que a população que frequenta estes comércios não seja prejudicada com as taxas que venham a ser cobradas”, ressaltou.

De acordo com o presidente da CDL Natal, Augusto Vaz, existem tecnologias modernas que podem gerar rotatividades nas principais avenidas comerciais, tecnologia essa que permite a população pagar somente pelo tempo de uso, ou seja, para estacionar 10 minutos o consumidor pagaria 33 centavos, diferente de parquímetros ou talão zona azul que se paga R$ 2,00 independente do tempo que usou a vaga.

“O que queremos é que o cliente ao ir a um determinado comércio não seja prejudicado pela falta de vagas para ele estacionar. Muitos carros ocupam essas vagas nos principais centros comerciais e vias de Natal aonde chegam a passar o dia inteiro prejudicando quem quer ir a uma determinada loja ou até em uma clínica se consultar”.

Também participou do encontro a secretária de mobilidade urbana de Natal, Elequicina dos Santos. A representante da pasta prometeu mais rigor nas fiscalizações de trânsito da cidade. “Trouxe comigo para esta reunião a equipe de fiscalização da STTU para que possamos tomar ciência juntos dos problemas apresentados pelos empresários. Tudo foi devidamente anotado e iremos tomar as devidas providências para que nenhum tipo de infração prejudique o comerciante ou a população que frequenta estes locais”.

Após a reunião ficou acertado que em breve novos encontros irão acontecer para melhor debater o assunto.

 

Compartilhe

Jornalista