TJ anuncia antecipação do pagamento do décimo e redução nos gastos

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio Santos, anunciou a antecipação do pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores do Judiciário para o próximo dia 20 de novembro. O montante a ser liberado é de R$ 27 milhões. O desembargador afirmou que a medida será possível em função dos ajustes econômicos adotados desde o início da atual gestão. O presidente do TJRN acrescentou que, diante do cenário de crise por que passam o Estado e o país o importante é manter o pagamento dos servidores em dia.  “É uma notícia que podemos dar ao nosso servidor em razão da política de austeridade que estamos desenvolvendo desde os primeiros dias de trabalho”.

O desembargador aproveitou o anuncio para confirmar também que a meta de corte de gastos estipulada pela sua gestão está sendo cumprida. Como exemplo, Claudio Santos disse que somente no mês de outubro o Tribunal de Justiça gastou menos com pessoal e com custeio do que nos meses anteriores.

O desembargador lembrou que a economia de recursos teve início já no mês de janeiro, pois já se previa que a crise se acentuaria – como acredita que vá se acentuar em 2016. “O setor público não pode deixar de contribuir com a economia, porque recursos públicos são usados e que precisam ser alocados também em outras prioridades, além da Justiça”.

Segundo o presidente, a economia com pessoal foi de mais de um milhão por mês, mesmo considerando que houve majoração durante esse período. Ele ressaltou também que houve economia no setor de custeio e uma maior parcimônia na parte de investimentos.

O Tribunal de Justiça têm feito a sua parte à muito custo, como muita dificuldade, com muita incompreensão, mas de qualquer maneira nós temos mostrado aos contribuintes que os recursos que eles transferem para a Justiça têm sido bem aplicados aqui no Estado”.

Compartilhe

Jornalista