Diretor da EBC, demitido por Temer, diz que irá recorrer à Justiça para garantir mandato

O presidente interino Michel Temer exonerou o diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação, a EBC, Ricardo Melo. A demissão publicada no Diário Oficial desta terça-feira é assinada também pelo ministro da Secretaria de Governo, Eliseu Padilha 네이버 지도 다운로드. Para o seu lugar, irá o jornalista Laerte Rímoli, que atuou como diretor de comunicação da Câmara dos Deputados na gestão do presidente afastado Eduardo Cunha alcohol 120 다운로드. Antes, assessorou campanhas presidenciais de Aécio Neves e Geraldo Alckmin.

Na semana passada, o Conselho Curador da EBC divulgou nota na qual defende que, por ter mandato de quatro anos, Melo não pode ser exonerado Download the zip program. Nem ele nem o diretor-geral Pedro Varoni, afirmou o conselho. “Para preservar sua autonomia no desenvolvimento da comunicação pública, a EBC é também dotada de dispositivos legais que conferem mandato ao seu Diretor-Presidente que, uma vez nomeado, não pode ser destituído a não ser por vontade própria do mandatário ou grave desrespeito aos ditames legais que regem suas funções e responsabilidades, e só por deliberação do Conselho Curador”, diz a nota 프린세스 메이커 모바일.

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) também divulgou nota semana passada criticando a eventual demissão de Melo, confirmada hoje no ato de Temer Steam Dictionary. O presidente demitido da EBC nesta terça, Ricardo Melo, anunciou, em nota, que irá tomar as medidas cabíveis para garantir seu mandato à frente da empresa 로 블록 스 다운로드. Ele irá recorrer à Justiça para garantir seu mandato que vai até 2020.

Comments are closed.