Política

Frente Parlamentar de Combate ao Preconceito e Discriminação debate os efeitos da PEC 241

frente-parl-pec-241-42A Frente Parlamentar Municipal de Combate ao Preconceito e Discriminação junto com o Conselho municipal de Saúde promoveram na Câmara Municipal, na manhã desta quinta-feira (03), uma reunião para debater o tema: “PEC 241/55- Remédio amargo do ajuste fiscal radical contra as políticas públicas”. A proposição foi do presidente da Frente, vereador Fernando Lucena (PT). Participaram também do encontro a Senadora Fátima Bezerra (PT), a deputada federal Zenaide Maia (PR),  sindicalistas, conselhos e servidores públicos.

A PEC 241 foi aprovada na Câmara e, agora, segue para votação em dois turnos no Senado Federal. De acordo com a senadora Fátima Bezerra (PT) a bancada de oposição continua lutando pela rejeição da proposta e a expectativa é que a proposta não avance.”Ela [PEC 241] fere os direitos da população brasileira, anula por 20 anos os percentuais mínimos para as áreas de saúde e educação, portanto, terá impacto violento para os mais pobres e trabalhadores”, avaliou a senadora, que ainda destacou que os investimentos nas áreas sociais não serão ampliados com a aprovação da matéria.

Fotos: Marcelo Barroso 

Compartilhe

Jornalista