Assembleia virtual da Unimed Natal para distribuição de “sobras orçamentárias” reuniu mais de 500 cooperados

Presidente da Cooperativa comandou a reunião

A primeira Assembleia Geral Ordinária da Unimed Natal totalmente virtual, realizada nesta quarta-feira(19), bateu recorde histórico de participação tendo chegado a cerca de 560 cooperados que acessaram a plataforma Zoom clairvoyant satellite images. Ao todo 820 médicos se inscreveram, metade dos cooperados, o que representou em relação às últimas assembleias, uma alta adesão ao evento on-line e que, na direção inversa, apresentou o menor custo de realização 생명의 이름.

Além do relatório de gestão e dos balanços contábeis e financeiros de 2019, o presidente da cooperativa, dr. Fernando José Pinto de Paiva, esclareceu as questões relativas às dívidas tributárias referentes aos anos de 1999 e 2002, que vem sendo discutidas judicialmente e ratificou o compromisso da Unimed Natal em honrar todos os seus pagamentos annual form.

Foi destacado ainda que os 32 milhões de reais, mencionados em algumas reportagens com base no bloqueio judicial das “sobras” da cooperativa”, tem valor 420% superior ao da dívida original e que as questões referentes aos juros e multa sobre o valor nominal do débito vêm sendo discutidas com a Procuradoria Geral da Fazenda Pública Nacional em âmbito judicial Baidu offline.

O presidente da Unimed Natal divulgou entre os cooperados a revogação da decisão do Juiz Federal Marco Bruno Miranda Clementino de suspender a distribuição das sobras de 2019 60 seconds hangul. O magistrado, em sua decisão, entendeu que houve uma falha na comunicação por parte da Unimed, resolvida na ocasião. A cooperativa levou ao conhecimento do judiciário que na Assembleia Geral Ordinária realizada em 2019, foi destinado um valor que assegura a discussão do débito fiscal que vem sendo questionado judicialmente. Na oportunidade, além do valor provisionado em fundo específico a cooperativa também apresentou outras garantias, cujo valor é muito superior ao débito judicializado.

Sobre a distribuição das sobras na Assembleia deste ano, fato inédito na Unimed Natal, o Juiz Marco Bruno ressaltou, na sua decisão, o quão meritória é a destinação do recurso:
“ A categoria dos médicos está na linha de frente, junto com outros relevantes profissionais, do combate a uma terrível pandemia e teve seus ganhos sobremodo prejudicados pelas medidas de isolamento social que impediram a continuidade da realização de consultas, exames e cirurgias, realidade, inclusive, ainda enfrentada, dada a execução do pleno de retorno gradual das atividades normais.”

A diretoria da Unimed Natal reforçou ao juiz que a distribuição das sobras é fruto da valorização do trabalho médico e não impactaria na capacidade da empresa de honrar os seus compromissos legais.

Na Assembleia Geral também foi aprovado o orçamento para 2020, o novo projeto de incentivo à participação dos cooperados nas ações e decisões da cooperativa e foram eleitos os novos membros do Conselho Fiscal. “Inserida em um mercado extremamente competitivo, a Unimed Natal retomou a liderança no Estado como a maior operadora de saúde, tem o melhor Índice de Desenvolvimento de Saúde Suplementar entre as operadoras do RN e vem alcançando recordes de resultados buscando assegurar que os recursos obtidos sejam revertidos para uma melhor assistência aos seus clientes” – concluiu o presidente da Fernando Pinto.