Boletim do TCE é alvo de polêmica

O final de semana foi marcado pela repercussão do boletim extraordinário do Tribunal de Contas do Estado que traz os dados consolidados sobre as transferências federais feitas para o Estado em 2020, com o intuito de enfrentar os efeitos da Covid-19 문명 레볼루션.

Como do total de recursos disponibilizados ao Estado, mais de R$ 750,9 milhões, foram usados livremente pelo governo, a possibilidade desse dinheiro ter sido usada para pagar pessoal está sendo ventilada por integrantes do governo federal e pela oposição no RN Download Texas Hold'em Games.

Neste domingo,  o presidente Bolsonaro citou  o relatorio como argumento para se defender no caso da abertura da CPI no Senado Federal.

Ele citou o RN como Estado que teria gasto dinheiro da covid-19 para pagar folha de pessoal nvidia.

O secretário de Planejamento, Aldemir Freire, foi o primeiro a contestar a acusação. Ele desafiou  àqueles que acusam o governo de usar o dinheiro da pandemia no pagamento da folha e disse que se algo for comprovado, ele deixa o cargo 오페라 스트리밍.

O secretário disse que o governo está sendo alvo de “fake news” e que não estar descartada a possibilidade de se acionar a justiça para que os acusadores comprovem as acusações de crimes praticados 하트골드 nds.

A afirmação de Ademir Freire faz referência  também a postagem feita pelo filho do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro.

No Twitter ele publicou “mais um governador desviando dinheiro enviado pelo governo Bolsonaro no combate a pandemia 국민체조 노래 다운로드. Ele usou como fonte o relatório do TCE, divulgado na semana passada.