Coopmed tem débito milionário com a Prefeitura de Natal

A Prefeitura está fiscalizando os contribuintes na tentativa de combater a sonegação, especialmente aqueles que têm uma grande receita, mas a arrecadação do ISS não corresponde ao grande faturamento. Um caso evidente dessa situação é a COOPMED.

A Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte foi autuada pela Secretaria Municipal de Tributação da Prefeitura de Natal em mais de R$ 10 milhões.  A punição é referente a recolhimento de impostos não realizados pela Coopmed, durante a gestão do médico Fernando Pinto.

Os processos tratam diretamente da não retenção e recolhimento do Imposto sobre Serviço (ISS) relativo à atuação dos médicos com atividade prestada a partir da Coopmed. A irregularidade constatada pela Secretaria Municipal de Tributação é de que os médicos que prestaram serviço não eram cadastrados como profissionais autônomos ou estavam com situação irregular. O processo é referente ao período de janeiro de 2012 a julho de 2015, quando a cooperativa era presidida pelo médico Fernando Pinto.Nesse mesmo período a Secretaria Municipal de Tributação constatou irregularidades também na emissão de notas fiscais. Juntos, os dois processos implicam em mais de R$ 10 milhões, entre imposto e multa, a ser pago pela Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte  ou rateada entre os médicos.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Print this pageEmail this to someone