Paulo Guedes segue a linha dos filhos de Bolsonaro

O ministro Paulo Guedes deve se esforçar e passar uma boa temporada sem emitir opinião. Nos últimos dias as declarações tem sido desastrosas. Comparadas com os posicionamentos dos filhos do presidente Bolsonaro.

A declaração desta quarta-feira foi relacionada ao aumento do dólar:

Segundo ele, o dólar mais baixo permitia empregadas domésticas irem à Disney, nos Estados Unidos. O ministro acrescentou que a alta do dólar fará “todo mundo conhecer o Brasil”.

Guedes deu as declarações ao participar da cerimônia de encerramento do Seminário de Abertura do Ano Legislativo, organizado pela revista “Voto”, em Brasília.

Em seguida, o ministro continuou falando sobre o assunto, mas acrescentando que a declaração poderia repercutir.

“Vamos botar todo mundo para conhecer o Brasil. Eu, de vez em quando, quis dar o exemplo, mas antes que falem: ‘Ministro diz que empregada doméstica estava indo para a Disneylândia’. Não. Ministro está dizendo que o câmbio estava tão barato que todo mundo estava indo para a Disneylândia, até as classes sociais mais baixas”, afirmou. 

Na sequência do discurso, Paulo Guedes afirmou que “todo mundo que ir para a Disneylândia”, mas não “três, quatro vezes ao ano”. 

“Todo mundo tem que ir para a Disneylândia, conhecer um dia, mas não três, quatro vezes por ano, não é? Com dólar a R$ 1,80, tinha gente indo quatro vezes por ano. Não, vai três vezes aqui, Foz do Iguaçu, Chapada Diamantina, conhece um pouquinho do Brasil, vai ver a selva amazônica, na quarta vez você vai para a Disney em vez de ir quatro vezes no ano. Então, só isso que estou dizendo”, completou.