Unimed Natal demora a autorizar procedimentos por causa da redução de médicos anestesistas

Os usuários do maior plano de saúde do Rio Grande do Norte estão enfrentando um tempo maior de espera para autorização dos mais diversos tipos de procedimentos que necessitem de médico anestesiologistas.

O Plano de Saúde reduziu o número profissionais em clínicas e hospitais que atendem os pacientes, gerando demora nos agendamentos. O fato é que não existe anestesista suficiente para atender a toda carteira de clientes do tamanho da Unimed. A empresa contatada para suprir a demanda não está dando conta de tantas solicitações.

A reclamação também é de quem consegue marcar um procedimento e vê a solicitação desmarcada, posteriormente, por falta de profissional anestesiologista. Alguns administradores de clínicas já começaram a se preocupar com as desmarcações que vão gerar prejuízos financeiros e a desassistência de quem procura pelos serviços.

A situação é mais grave nas clínicas que fazem endoscopia, colonoscopia, e nas clínicas oftalmológicas. Até o hospital da Unimed não está escapando. Para atender aos usuários, cirurgias eletivas estão sendo agendadas para a madrugada, inclusive cirurgias pediátricas.