Sem categoria

Dois “Moros” e duas medidas

O mesmo juiz federal que divulgou em menos de 4 horas as gravações de um diálogo do ex-presidente Lula com a presidente Dilma, acaba de decretar sigilo sobre o processo ao qual  foram juntadas as planilhas apreendidas pela Polícia Federal. Nelas a  lista de  doações feitas pelo Grupo Odebrecht a mais de 200 políticos do país, de mais de dez partidos. O sigilo foi decretado por Sérgio Moro no início da tarde desta quarta-feira.

As planilhas relacionam políticos de diversos partidos do país a valores pagos pela Odebrecht, vários deles com foro privilegiado, como o presidente do Senado, Renan Calheiros, e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, além de senadores e deputados federais e ministros.

Compartilhe

Jornalista