Quatro meses depois da cassação do mandato, Sandro Pimentel permanece no cargo

A decisão de hoje do Tribunal Regional Eleitoral de negar o registro de candidatura de Kériclis Alves beneficiando Fernando Mineiro pode não ter efeito imediato. Mineiro pode esperar muito tempo para sentar na cadeira.

Em setembro de 2020 o TSE em uma decisão que não cabia recurso votou a favor da cassação mandato do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL), ele continua atuando na Assembleia Legislativa.

Aliás, esse assunto parece que foi esquecido. A defesa de Sandro entrou com novo remédio jurídico que possibilita a permanência dele no cargo.

Até quando? Ninguém sabe!!!!

Compartilhe

Jornalista