Presidentes dos CREAs do Nordeste assinam Acordo com o Serpro para a criação de ferramentas tecnológicas

A 4ª Reunião Ordinária do Fórum de Presidentes dos Creas do Nordeste acontece nesta sexta-feira (20), na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do RN, em Natal coloring book. O evento foi aberto pela coordenadora do Fórum e presidente do Crea-RN, a engenheira civil Ana Adalgisa Dias Paulino. Entre os assuntos em pauta estão a anuidade progressiva para os recém-formados; Plano de Saúde para os profissionais; Eleição de Conselheiros Regionais; e Autonomia operacional dos Conselheiros Regionais

O secretário Estadual de Infraestrutura do Rio Grande do Norte, o engenheiro Gustavo Coelho participou da solenidade de abertura e falou aos participantes do fórum sobre o momento positivo em que o estado está passando com projetos em andamento como o da Costeira Parque, complexo de lazer que será construído na Via Costeira, em Natal 새찬송가 악보 전곡.

O evento contou com a presença do diretor geral da Mútua Nacional, Fernando Dacal Reis; da diretora administrativa da Mútua Nacional, Giucélia Figueiredo e do diretor Cláudio Calheiros e dos diretores da Mútua Regional do Rio Grande do Norte, Márcio Sá, Almir Mariano e Alesssandro Câmara e dos presidentes dos Creas, Rosa Maria Barros Tenório (Crea-AL); Joseval Costa Carqueja (Crea-BA); Francisco Xavier Bandeira Ventura (Crea-PB); Raimundo Ulisses de Oliveira Filho (Crea-PI); Adriano Antônio de Lucena (Crea-PE); Jorge Roberto Silveira (Crea-SE) Download Google Street View.

Antes de iniciar os trabalhos, a coordenadora e anfitriã do evento, pediu um minuto de silêncio em homenagem ao presidente do Crea-PB, Antônio Carlos de Aragão, falecido no último domingo (14/08) Download sketch-up courses. Um vídeo foi exibido exaltando o inesquecível profissional que tanto lutou pelo fortalecimento da engenharia, agronomia e geociências no país. “Como coordenador do nosso Colégio de Presidentes você sempre buscou a coerência, a harmonia, o atendimento as nossas pautas 울티마6. Você vai fazer muita falta não só a mim, mas a todos os profissionais e, principalmente, ao Sistema Confea/Crea”, disse a presidente Ana Adalgisa. O diretor geral da Mútua, Fernando Dacal, emocionado, falou em nome dos presentes exaltando o grande profissional e amigo Antônio Aragão.

Os trabalhos iniciaram com a apresentação do coordenador do Projeto Mais RN, José Bezerra Marinho, que fez uma explanação para os presidentes sobre o observatório de Oportunidades de Desenvolvimento Sócio-Econômico, da FIERN. “Somos o pensamento estratégico contínuo para o desenvolvimento do RN que surgiu a partir de um prospectivo de 20 anos”, disse, acrescentando que hoje a principal preocupação é consciência de que é preciso formar pessoas para esse novo momento. “E quem vai formar? Esse é o nosso grande desafio”, concluiu.

Em um segundo momento, Carlos Henrique Rodrigues Alexandria, Gerente de Inovação do Serpro, acompanhado do analista técnico do Serpro, Reinaldo Melo Soares, fez uma apresentação sobre a importância de inovar e avançar no cenário tecnológico atual. Os presidentes assinaram um Acordo de Cooperação Técnica com o Serpro – Serviço Federal de Processamento de Dados para a criação de ferramentas tecnológicas personalizadas visando melhorias do serviço prestado aos profissionais e empresas registrados nos Creas do Nordeste.

“O Crea-RN já solicitou três produtos que irão garantir a segurança, transparência e tecnologia aos nossos usuários”, disse a presidente Ana Adalgisa. “Queremos lançar a carteira e a certificação Digital e treinar os nossos servidores para a consolidação da LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados”, adiantou. O controlador do Crea-RN, Claudionaldo Câmara, que irá coordenar esses projetos no âmbito local, falou da importância de avançamos nesse quesito e da união de todos os Creas do Nordeste para a concretização desses projetos.

Os presidentes também discutiram sobre as anuidades progressivas para o recém-formado. Foi aprovada por unanimidade a proposta de desconto decrescente por 5 anos a começar com o desconto no primeiro ano de 90% até 20% no quinto ano de formado. Essa proposta irá ser apresentada no próximo Colégio de Presidentes para avaliação.