Sem novidades: aeroporto de Natal está entre os mal avaliados do país

A Agência Nacional da Aviação Civil(ANAC) apresentou o um ranking de avaliação dos 12 aeroportos concedidos à iniciativa privada. O Aeroporto Aluízio Alves ficou na décima posição. Perdendo apenas para Viracopos e Guarulhos, em SP. O instrumento que a Anac utiliza para avaliar os aeroportos é o “Fator Q”, que varia entre -7,5% e 2%, sendo esta última a melhor nota. Esse dispositivo analisa fatores como tempo em fila de inspeção, acesso aos terminais, tempo de restituição de bagagens, quantidade de elevadores, limpeza e custo-benefício de restaurantes e lanchonetes. O operador que tiver um baixo desempenho pode ser penalizado no reajuste de tarifas –com redução do valor máximo de cobrança– e multado, de acordo com as regras estabelecidas no contrato.

O primeiro colocado foi o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (MG), chamado popularmente de Confins, foi considerado pela 5ª vez consecutiva o aeroporto sob concessão com a melhor qualidade de serviços para os passageiros.

O aeroporto é administrado pela CCR e a Zurich Airport, a empresa que vai passar a cuidar do aeroporto de Natal.